Rua Conego Felipe, 285 - Taquara Jacarepagua


Muito mais avançado do que as tradicionais e incômodas
bombas de amostragem com tubos de carvão ativado, o

Monitor Passivo M é tão reduzido em suas dimensões que pode ser usado preso à gola do trabalhador, como se fosse um simples crachá.

Seguro e preciso o Monitor Passivo M não causa qualquer transtorno na hora do monitoramento e ainda reúne uma série de outras vantagens.
• Evita a perda de tempo com a calibração de equipamentos;
• Não utiliza pilhas nem baterias;
• É de grande aceitação pelos funcionários monitorados, ao contrário ao contrário do que acontece
com o método tradicional;
• Não interfere na produtividade dos funcionários que estão trabalhando no local que está sendo monitorado;
• Por ser simples de usar, facilita o trabalho do profissional especializado que acompanha a amostragem.
Especiais para vapores orgânicos.
Estes monitores são utilizados para avaliação de 128 tipos de vapores orgânicos.
A diferença entre eles está no fato de o minitor 3520 possuir uma camada adicional de carvão ativado (apresentando assim 2 camadas do mesmo) e ter seu uso indicado para casos onde os contaminantes são voláteis e tiverem tendência a escapar da primeira camada de carvão do monitor.
Também é indicado para casos onde a concentração de contaminantes é alta ou totalmente desconhecida, ou ainda com alta umidade relativa. Isso porque, se houver saturação da primeira camada de carvão durante o período de amostragem, a segunda camada passará a absorver o contaminante e a anostragem aerá, então, confiável. Por medida de segurança, a amostragem com o monitor 3520 é válida até quando a concentração do contaminante na segunda camada for, no máximo, a metade da concentração da primeira camada de carvão.
Usos indicados para áreas com umidade realtiva entre 0 e 95% e temperatura entre -29°C e + 49°C